Ter uma piscina em casa é uma das formas mais gostosas de refrescar o verão da família além de ser um ótimo pretexto para reunir os amigos! Entretanto, antes de decidir colocar uma piscina no seu quintal, é importante conhecer seus diversos modelos, as diferenças entre eles e qual se encaixa melhor no seu espaço. Assim, você evita muitas dores de cabeça e problemas após a instalação!

Para ajudar você, a Frizzo explica, neste post, quais os tipos de piscina, os cuidados na hora da compra e o modelo ideal para você:

 

Piscinas de concreto

Mesmo com um valor mais alto que as de outros materiais, a piscina de concreto apresenta um ótimo custo-benefício. Dá um pouco mais de trabalho ter uma dessas, mas sua resistência é alta e permite que você determine a forma e o tamanho que melhor se adaptam ao seu terreno. O acabamento pode ser feito com azulejos, pedras ou pastilhas, dando ainda mais possibilidades de personalização.

Antes de receber o concreto, a área da piscina deve ser impermeabilizada com argamassa ou manta asfáltica. Embora esse preparo faça com que sua durabilidade seja alta, é preciso estar atento aos riscos de rachadura com o passar dos anos. As pastilhas e azulejos também podem soltar ao longo do tempo, mas esse é um problema bastante fácil de resolver.

 

Piscinas de fibra de vidro

 

 

Comercializadas prontas, as piscinas de fibra de vidro são pré-fabricadas e, por isso, têm uma instalação mais rápida e prática do que a de outros materiais. Têm alta durabilidade e, quando de uma boa marca, resistem bem a vazamentos. Outro benefício é a facilidade de mantê-las limpas: com os produtos certos, escovas e aspiradores próprios é possível evitar o acúmulo de sujeira, fungos ou bactérias.

O maior cuidado na hora de escolher sua piscina de fibra de vidro é mesmo observar a qualidade do material. Repetimos: busque por marcas confiáveis!

Piscinas de vinil

 

A piscina desse tipo é estruturada com outros materiais, como a alvenaria, e recebe um acabamento estético e funcional de vinil. Sua principal vantagem é que dispensa outros revestimentos e impermeabilização prévia, além de poder ser encontrada nas mais diversas cores e modelos. O material conta com construção mais rápida e barata, e sua higienização é mais simples do que de alvenaria. Entretanto, a durabilidade das piscinas de vinil pode ser afetada pelo uso de produtos químicos, como cloro excessivo, fazendo com que a cor desbote e a superfície resseque.

 

Gostou das nossas dicas? Conte para a gente nos comentários qual a sua experiência com piscinas desses materiais e de qual delas você gosta mais! Vamos adorar saber a sua opinião.