As altas temperaturas chegaram com força aqui no Estado – tem dias que a sensação térmica passa dos 40 graus em Porto Alegre, segundo os meteorologistas. E aí, não tem jeito: hora de ligar ventiladores e aparelhos de ar-condicionado. Mas sabia que existem diversas formas de tornar a casa mais arejada e fresca naturalmente, sem precisar se preocupar com a conta de luz. Essas alternativas podem ser tanto na fase do projeto do seu lar quanto com casa pronta.

Quer saber como fazer isso? A Frizzo traz neste post 5 dicas para não precisar ligar o ar-condicionado e manter a casa fresquinha no verão!

 

Na fase de projeto

Adaptar a fachada

Durante o projeto, pensar na disposição dos cômodos e de suas aberturas é fundamental para manter uma temperatura interna mais amena. No hemisfério Sul, que engloba boa parte dos estados brasileiros, o recomendado é posicionar os ambientes mais importantes frente à face Norte. Assim, você garante boa incidência solar no inverno e sombra no verão — condições ótimas em ambas as estações.

 

Ventilação cruzada

A ventilação cruzada consiste em posicionar os vãos da casa na mesma direção, gerando um curso de ventos predominante que se dissipa pelos cômodos. O objetivo é fazer com que o ar entre por uma abertura e, em seguida, saia por outra imediatamente oposta.

A ventilação cruzada pode acontecer de forma horizontal ou vertical. No primeiro modelo, o ar entra e sai através de portas, janelas e portões de um mesmo pavimento. No segundo, o ar passa por aberturas opostas e, também, por vazios presentes na casa. Ou seja, ele pode entrar por uma porta do térreo, “subir” uma escada, percorrer um corredor e sair por uma janela localizada no segundo piso.

 

Com a casa pronta

Mantenha portas e janelas abertas

Para que o ar não fique estagnado, é necessário manter portas e janelas abertas sempre que possível. Desse modo, o ar fica em constante troca e renovação.

 

Cultive plantas dentro de casa

As flores e folhagens purificam o ar nos cômodos e trazem o frescor do ambiente natural para dentro de casa. Para contar com todos os benefícios das plantinhas, não basta cultivar uma ou outra muda: é preciso investir em muitos vasos, todos preenchidos com diferentes espécies. Fique atento na hora de escolhê-las, pois existem diversas plantinhas que se dão bem em ambiente interno e que podem durar por muito tempo!

 

Prefira tecidos leves

Os tecidos fazem parte da decoração de toda residência. No inverno, eles ajudam a manter os ambientes aquecidos e aparecem nos mais variados elementos: tapetes, cortinas, toalhas e trilhos de mesa, capas de almofadas, redes de descanso, cobertores, entre outras peças.

Nos meses mais quentes, é interessante evitar tecidos grossos. Para quem gosta de cobrir sofás ou camas com mantas e colchas, a dica é priorizar aquelas feitas com materiais leves, que absorvem o suor, como o algodão. Cortinas de voal deixam o ar passar e não abafam o ambiente.

 

Cores claras ajudam

As cores claras refletem a luz do sol e ajudam a dissipar o calor das casas. Por esse motivo, uma estratégia que vem sendo empregada para reduzir o calor no interior dos imóveis é pintar as telhas das coberturas de branco. A solução faz com que a absorção do calor seja mínima, reduzindo a necessidade de climatização. Cores claras dentro de casa também ajudam nisso!

 

 

Gostou das nossas dicas? Com elas, você consegue manter a temperatura dentro de casa mais baixa mesmo nos dias abafados de verão. Você tem alguma outra sugestão? Conte para a gente nos comentários!